domingo, 7 de setembro de 2008

História cinco- Murucututu, a coruja grande da noite

de Marcos Bagno -Editora Ática
Fotos Rodrigo Terra

Sete de Setembro de 2008, Livraria da Vila Fradique Coutinho ,café Santo Grão

Depois da chuva, o ar da cidade mais limpo e um sol tímido.Cheguei cedo arrumei as fitas e objetos com cuidado, pensando nessa história e em quem viria.

Muita Gente!Viva!

O café estava cheio!Eu Amo quando o publico é grande e diverso isso me aquece o coração dá entusiasmo, me faz cuidar para olhar ver e ouvir de verdade!
A História
A Avó e sua neta.E os desafios que são muitos!
A Avó um universo amplo rico cheio de semelhanças com as nossas vós.A menina curiosa intensa.Um desafio tecer essa relação.


Miriam , linda linda. Antes e depois da história com olhos iluminados!

O público estava quente e generoso disposto a ajudar.As crianças falaram do que viam e construíamos.A neta com inveja ,a inveja que temos as vezes a avó crédula nas invenções da neta o limite ténue entre imaginação , invenção, ficção e ...mentira mesmo!(incluindo as que contamos para nós mesmos)
O medo de ser pega no flagra( comendo delicias proibidas) o desejo, as coisas proibidas .
As crianças conduziram a história comigo com fluidez,e bom humor.Também com senso critico incrível, questionaram a avó questionaram a menina e perai! questionarmos nós mesmos .Como é bom rir de si mesmo !Como é bom rirmos de nós juntos! Pequenos e grandes.


Rir Juntos ...delícia

Enfim o ápice o encontro com a coruja,O voo noturno das asas do pássaro, a menina corajosa a verdade.
Depois , o amor da avó e da neta o vínculo entre as duas.E o vinculo que nós construímos ao abrir essa história.


Vinculo

Vínculo também quer dizer elo anel brinco brincar
brincamos ,muito fizemos acordos, e falamos de coisas delicadas difíceis , pertinentes para todos independente da idade.

Logo que a história terminou uma amiga querida quem vem sempre abrir histórias me pediu pra falar da minha pesquisa dos 10 choros humanos, ela já havia pedido na história anterior mas não deu tempo e hoje ela foi delicada me pediu como quem conta um segredo baixinho no ouvido.
Fiz alguns pais me pediram para colocar a lista aqui no blog lá vai ela:
1- choro sirene
2- choro resmungo
3- choro que esqueceu o motivo
4- choro riso
5- riso choro
6- choro da criança que se perdeu
7- choro da mãe que se perdeu
8- choro da mãe que encontrou o filho que havia se perdido
9- choro de soquinho
10-choro meleca
O Pai do Lucas e do Rafa sugeriu "choro de bebê que prende a respiração!"Observado no Lucas e batizado por ele choro apnéia!


Levar pra casa , ficar juntas por mais um tempo

Depois Abraços sem ter fim! .Algumas me pediram pra levar um objeto pra casa.Sim escuto isso como alegria !como uma vontade de ficar mais em contato com o que houve na história então cortei pedaços de fitas coloridas e dei as minhas novas pequenas amigas.

Ju , mãe do Martim
Martim entrou na história lindo, lindo de óculos escuros grandes de sua mãe foi um momento único impossível não ver o Martim.Paramos olhamos e Martim olhou todo mundo entre os óculos, parou, me olhou sorrindo e voltou para o colo.
Obrigado ao Martim pela participação deliciosa ( Martim deve ter quase 2 anos)

Um Beijo Grande
Até sábado dia 13 na Lorena

Kiara Terra

Um comentário:

Fernanda disse...

Oi Kiara, a sugestão do 11o. choro, foi do meu marido.
É o choro do nosso Luquinhas, o choro apnéia, nome da pelo papai.
Nós somos da Materna, mas acompanhamos suas histórias desde quando eu nem pensava em ser mamãe.
Você realmente conta as histórias de uma forma muito encantadora.
Q bom q depois de tanto tempo podemos revê-la em ação, num ambiente tão agradável como é o da Livraria da Vila.
Parabéns!
Fernanda, Alexandre, Rafa e Lucas, dono do choro apnéia.